Relogio
..::data e hora::.. 00:00:00
Jaraguá vai receber 11,5 milhões a menos de ICMS no próximo ano
21/12/2017 10:08 em Economia

 

Ano após ano município vem regredindo no índice de participação e recebe valor do ICMS menor. Foto: Banco de Imagens/JDV

POR JDV

O município de Araquari é mais uma vez o de maior crescimento no Índice de Participação dos Municípios (IPM) na arrecadação do ICMS. Em 2018, a cidade vai receber R$ 8,9 milhões a mais do que neste ano, uma evolução de 31,4%, efeito das atividades das fábricas BMW e Hyosung. Os dados do IPM na arrecadação do ICMS de 2016 que será repassado ao longo de 2018 para todos os municípios foram publicados pela Secretaria de Estado da Fazenda na última sexta-feira (15).

Em junho a Fazenda publicou os índices provisórios do IPM, dando aos administradores municipais o direito de questionar os números. Joinville (8,6%), Itajaí (7,2%), Blumenau (4,8%), Florianópolis (2,8%) e Jaraguá do Sul (2,7%) terão as maiores participações ao longo do ano. No entanto, dos cinco, apenas Itajaí não registrou queda no índice. 

Joinville teve queda de 5,2% em relação a 2017, uma repercussão financeira de R$ 19,6 milhões a menos. Blumenau apresentou IPM 1,5% menor (R$3,1 milhões a menos) e Florianópolis 1,8% menor (R$ 2,1 milhões a menos). A queda de Jaraguá do Sul foi de 9,1% e a perda será de R$ 11,5 milhões de ICMS a menos comparado a 2017. 

O ranking das maiores quedas é liderado por Abdon Batista (-21,4%), Apiúna (-12,4%), Piratuba (-11,2%), Porto União (-10,4%), Jaraguá do Sul (-9,1%) e São Bento do Sul (-8,6%). O maior crescimento foi registrado por Araquari (+31,4%), Ponte Alta do Norte (+ 20%), Piçarras (+13,85) e Itapoá (+13,2%).

Cálculo foi feito pelo movimento econômico de 2016

Joinville, Itajaí, Blumenau, Florianópolis, Jaraguá do Sul, Chapecó, São José, Lages, Criciúma e Brusque são as 10 cidades com maior índice de retorno do ICMS para 2018. O Índice de Participação dos Municípios é calculado pela Secretaria de Estado da Fazenda que considera como principal critério o movimento econômico (agricultura, indústria e comércio), que é conhecido tecnicamente como Valor Adicionado. 

O IPM de 2018 é calculado pelo Valor Adicionado levantado no ano de 2016. Assim, o valor de Barra Velha foi R$ 515,1 milhões, ficando o índice de retorno do ICMS do próximo ano em 0,273%, Corupá R$ 277,7 milhões (0,186%), Guaramirim R$ 1 bilhão 786 milhões (0,936%), Jaraguá do Sul R$ 5 bilhões 563 milhões (2,798%), Massaranduba R$ 467,1 milhões (0,271%), São João do Itaperiú R$ 101,2 milhões (0,092%) e Schroeder R$ 280,2 milhões (0,187%).

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!
Previsão do tempo em Jaraguá do Sul