Relogio
..::data e hora::.. 00:00:00
Conservação do solo é incentivada com cobertura verde
14/03/2018 09:51 em Agricultura

 

Agrônoma Lilian e produtor Longin que produz pitaya e usa práticas conservacionistas do solo. Foto: FJBrugnago

Por JDV

Com as mudanças nos sistemas de manejo, em função de exigências ambientais e legais e da evolução tecnológica, as práticas conservacionistas e os sistemas de conservação do solo estão se adaptando e evoluindo. Em Massaranduba, a Secretaria de Agricultura tem preocupação com a questão e desenvolve projeto de conservação do solo com intuito de beneficiar 30 produtores, dando-lhe o suporte técnico e operacional para a prática. Para a engenheira agrônoma Lilian Fernanda Sfendrych Gonçalves, o mau uso dos solos pode ocasionar sérios danos ambientais e econômicos, transformando terras férteis em áreas improdutivas e agredindo seriamente o meio natural. 

Um dos exemplos de conservação é com a adubação verde ou orgânica por meio da qual se faz o plantio de cobertura com aveia preta ou outras leguminosas próprias. Esse tipo de vegetação, segundo Lilian, possui a característica de se associar com micro-organismos presentes na terra, capazes de transformar o nitrogênio do ar em compostos hidrogenados que enriquecem o solo. "É possível recuperar áreas inférteis com o plantio de cobertura verde, promovendo o uso sustentável do solo. É essa a proposta da Secretaria de Agricultura de reunir produtores interessados na técnica, onde além de enriquecer o solo com nutrientes naturais, reduzem o ataque de pragas e doenças das plantações", registra. A análise do solo é outro componente essencial desse processo. Para participar do projeto, de acordo com a agrônoma da Secretaria de Agricultura, é necessário primeiramente fazer o cadastro na Prefeitura demonstrando o interesse, análise do solo e a capacitação em curso específico que é oferecido sem custo.

Produtor usa a técnica e curvas em nível para plantar pitaya

Um dos exemplos está na propriedade de Longin Janzen, no Bairro Campinas, que cultiva pupunha, lichia e mais recentemente a pitaya. Ele fez curso de conservação de solos e aplica a técnica na propriedade com sucesso. Além de seguir as orientações da extensão rural local, Longin pesquisa na internet as técnicas e aplica na prática o aprendizado. Sua propriedade se encaminha para o sistema agroecológico. Ele foi um dos pioneiros do plantio da pitaya em Massaranduba, também conhecida como fruta do dragão, por causa da casca irregular e dos gomos escamosos, que nasce de um tipo de cacto e inicia o seu período de safra em dezembro no Brasil. Outro detalhe da propriedade de Longin Janzen é o plantio em curvas em nível, que favorece o cultivo sem ocasionar a formação de erosões, além de facilitar a limpeza e a colheita dos frutos. Como o terreno é de morro, a produção da pitaya está ordenada em linhas que seguem as diferenças de altitude do solo. 

O processo ajuda a conter a erosão e contribui à contenção de água, uma vez que ela escorre mais devagar e tem maior chance de infiltrar na terra. Na produção da pitaya, onde possui cerca de 470 estacas (postes de cimento de cerca) para sustentar os baraços dos cactos que produzem a fruta, o agricultor faz propriamente a polinização. Devido ao período em que a flor fica aberta (algumas horas da noite e parte do dia, cedo), Longin recolhe o pólen de madrugada com auxílio de um recipiente pet e um pequeno pincel e poliniza, utilizando o pólen da fruta com interior branco para a fruta na cor rosa. 

DIA A DIA - "Isso eu aprendi na prática. No início ela não produzia, ou a fruta era pequena. Pela pesquisa constatei que é preciso ter o pólen da fruta de outra característica para produzir. As abelhas não conseguem fazer esse trabalho devido ao seu tamanho e porque o florescimento é noturno. Assim, a polinização manual é prática necessária para obter frutos comerciais", explica. A produção de Janzen é vendida nos mercados da região. São frutos de qualidade. A fruta de cultura rústica tem múltiplos usos. Embora recente, ele aposta na produção da pitaya para a permanência na atividade, junto com a lichia e a pupunha.

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!
Previsão do tempo em Jaraguá do Sul