Relogio
..::data e hora::.. 00:00:00
Fujama e PM fazem mais uma etapa da Operação Pássaros Livres
02/04/2018 15:50 em Natureza

Fiscais ambientais da Fundação Jaraguaense de Meio Ambiente, em conjunto com policiais militares do 14º BPM e da Polícia Ambiental de Joinville, promoveram mais uma etapa da Operação Pássaros Livres, na última quinta-feira (29). Além de fiscalizar supostos criadouros ilegais de pássaros, os fiscais e policiais verificaram áreas de desmatamentos identificadas por satélite.

O biólogo Gilberto Ademar Duwe diz que a Operação Pássaros Livres ocorreu em duas casas localizadas nos bairros Santo Antônio e Garibaldi. Na primeira, foi encontrada uma fêmea de coleirinho (Sporophila caerulescens) em cativeiro irregular. Já no segundo imóvel, havia dezenas de aves nativas, todas devidamente registradas. 

Em dezembro de 2017, biólogos da Fujama e policiais do 1º Batalhão de Polícia Militar Ambiental de Joinville desenvolveram uma etapa da Operação Pássaros Livres para fiscalizar criadores de pássaros, resultando na apreensão de 49 aves de 15 especies diferentes, todas nativas da nossa região e algumas mais raras como é o caso do tico tico rei e o tiê sangue, mas havia outros como canários, trinca ferro e oito periquitos tuim. Os animais apreendidos foram soltos em uma área florestada mais conservada no interior de Jaraguá do Sul.

O presidente da Fujama, Normando Zitta Junior, destaca a importância de a comunidade denunciar casos suspeitos, tanto de animais em cativeiro quanto de desmatamentos. E reforçou que as pessoas podem denunciar na Fujama (3273-8008 ou 156) ou direto na Polícia Militar Ambiental em Joinville. “A denúncia anônima também foi uma grande ferramenta utilizada nessa operação, onde a recomendação é de caso a população verifique alguma irregularidade, seja acionado o 156 da Prefeitura onde o anonimato será mantido e de grande valia para as próximas operações”, reforça.

Quem tiver aves silvestres em casa ou qualquer outro animal silvestre sem registro no Ibama pode também fazer a entrega voluntária do animal na Fujama sem arcar com as penalidades. Trata-se de uma oportunidade para que o responsável pelo animal evite a multa, por exemplo, que é de R$ 500,00 por animal, mas pode chegar a R$ 5 mil se ele estiver ameaçado de extinção.  Se estiver criando para vender, a multa é o dobro destes valores. 

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!
Previsão do tempo em Jaraguá do Sul