Relogio
..::data e hora::.. 00:00:00
Comissão de prevenção ao suicídio conversa com crianças e adolescentes
12/06/2018 13:49 em Educação
 
 
A Comissão de Prevenção ao Suicídio de Jaraguá do Sul inicia nesta quinta-feira (14), no Colégio Bom Jesus - Divina Providência, um bate-papo com crianças e adolescentes do 5º ao 9º ano sobre os sinais de alerta a serem observados e o que fazer em caso de confirmação desses sinais. O encontro é o primeiro de dezenas que estão sendo programados em escolas municipais, estaduais e particulares de Jaraguá do Sul. O objetivo é prevenir o suicídio infantojuvenil, falar sobre o assunto, levantar os principais desafios e, num próximo passo, promover um encontro com os pais dos alunos. Fazem parte da comissão membros da Secretaria de Saúde, Educação, Assistência Social, escolas públicas e particulares, CVV, hospitais e outras organizações comunitárias.
 
Desde a sua criação, em abril do ano passado, no auge do fenômeno do jogo “Baleia Azul” no País, a comissão realizou reuniões, conquistou parcerias, fez capacitações com coordenadores pedagógicos e já sente diferença no tratamento do tema, principalmente na área da educação. “As escolas estão mais atentas, para perceber as situações e encaminhar para o serviço competente. Os coordenadores e diretores se sentem mais seguros, sabendo que podem contar com o grupo”, alegra-se Denise Thum, coordenadora do Serviço de Saúde Mental de Jaraguá e membro da comissão. Para auxiliar nas orientações a adolescentes, escolas e pais, foram feitos folhetos orientativos com dicas de prevenção ao suicídio.
 
Casos de ideação e tentativa de suicídio entre crianças e adolescentes de Jaraguá do Sul sempre aconteceram, antes e depois do fenômeno Baleia Azul. “Esse jogo só serviu para trazer o assunto à tona”, explica Denise. No Centro de Atenção Psicossocial Infantojuvenil são atendidos, por mês, de três a quatro casos de tentativa ou ideação suicida. Há uma semana, o Hospital Jaraguá atendeu um caso de tentativa de enforcamento por uma adolescente de 14 anos. No ano passado, foram duas tentativas e dois suicídios, um no bairro Rio Molha e um na Barra do Rio Cerro. Os principais motivos alegados por adolescentes que pensaram em ou tentaram se matar são desentendimento familiar, bullying, dificuldade de assumir a identidade sexual e decepções amorosas.        
 
 
Fonte: Denise Thum – membro da Comissão de Prevenção ao Suicídio, Jaraguá do Sul - (47) 99914-1904
COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!
Previsão do tempo em Jaraguá do Sul