Relogio
..::data e hora::.. 00:00:00
O tema deste sábado é a prevenção do suicídio
13/09/2019 13:50 em Geral
 
 
 
A temática deste sábado (14), das 9 às 13 horas, é o Setembro Amarelo, campanha de conscientização sobre a prevenção do suicídio. Desta vez, profissionais ligados ao serviço de saúde mental promoverão abordagem em uma tenda instalada em frente à Diretoria de Cultura e panfletagem em dois pontos da cidade: nas proximidades dos Correios e no cruzamento entre a Avenida Getúlio Vargas com a Esteria Lenzi Friedrich. Estão programadas entrega de material e conversas sobre os fatores de risco, formas de proteção e locais de ajuda. Em caso de chuva torrencial, o evento será cancelado e transferido para outro dia. A divulgação e orientação no Giassi, das 8h30 às 12h30, ocorre independentemente das condições climáticas.
 
De acordo com a integrante do Serviço de Saúde Mental, Joseane Borba Zehnder, já houve campanhas desta natureza em outros anos, mas este é o primeiro com o assunto sendo abordado nas ruas, para toda a população. Nos outros anos, a temática envolvia rodas de conversas e teatros nas Unidades de Saúde. “É necessário tornar de conhecimento público o assunto, o tratamento e as  formas de ajuda. Falar sobre o assunto não aumenta o risco, em sua maioria os suicídios podem ser evitados”, pondera. Para a gerente de saúde mental, Denise Thum, é necessário que este assunto chegue às ruas, numa conversa franca com a população. “ A temática é rodeada de muito tabu e preconceito e falar sobre o assunto é a melhor solução”, acredita.
 
Em Jaraguá do Sul a Secretaria de Saúde tem registrados 103 suicídios de 2010 a 2018. Os anos de 2017 e 2018 apresentam o maior índice histórico, com 15 e 16 registros, respectivamente. A maioria dos casos (22) envolve pessoas de 40 a 49 anos. Outra característica importante é a predominância de suicídio, em quase todos os anos, com exceção de 2016, do sexo masculino. Houve, porém, um aumento de 100% (de 3 para 6) no número de suicídios envolvendo mulheres de 2017 para 2018.
 
Dificuldades psicológicas estão ligadas a tentativas de suicídio, em particular, sentimentos depressivos e dependência de substâncias. Muitas situações ocorrem em momentos de crise e de altos níveis de estresse, como problemas financeiros, de relacionamento ou no descobrimento de doenças crônicas. Vivência de conflitos, experiências traumáticas, de abusos e perdas estão associadas com comportamentos suicidas.
 
Há, também, certa tendência de grupos marginalizados e vulneráveis da sociedade, vítimas de discriminação e preconceito, entre eles: refugiados e imigrantes, indígenas, ex-detentos e pessoas com diferentes orientações sexuais.
 
Os serviços de assistência psicossocial têm papel fundamental na prevenção do suicídio. Pesquisa do Ministério da Saúde, de setembro de 2017, apontou que nos locais com a existência de Centros de Apoio Psicossocial (CAPS) o risco de suicídio se reduz em até 14%.
 
 
Onde buscar ajuda?
– Familiares e amigos: conte o que está acontecendo;
– CAPS e Unidades Básicas de Saúde (Postos de Saúde da Família, Unidades Básicas de Saúde). Fones: 3371-6833, 3370-6918 e 3275-4734.
– SAMU (192), Pronto-Socorro e Hospitais;
– Centro de Valorização da Vida – 188 (ligação gratuita).
 
Fatores de risco que merecem atenção:
– Vivência de dificuldades psicológicas;
– Morte de uma pessoa querida;
– Traumas emocionais;
– Desemprego ou problemas financeiros;
– Histórico familiar de suicídio;
– Histórico de negligência ou abuso na infância;
– Não aceitação do envelhecimento;
– Término de relacionamentos;
– Não aceitação da orientação sexual ou identidade de gênero;
– Dependência de álcool e outras drogas.
 
Formas de prevenção
– Ouvir com atenção e respeito;
– Levar o assunto a sério e verificar o grau desse risco;
– Perguntar sobre tentativas anteriores e pensamentos com esse tema;
– Ajudar a pessoa a pensar sobre soluções para o problema;
– Conversar com familiares e amigos imediatamente;
– Em casos de risco imediato, remover possíveis meios para o suicídio;
– Ajudar a pessoa a buscar ajuda especializada, sempre com o consentimento dela;
– Permanecer ao lado da pessoa e dar apoio emocional;
– Entender os sentimentos da pessoa sem nunca diminuir a importância deles;
– Procurar a rede de saúde, caso seja necessário, com o consentimento da pessoa.
 
Programação para o Setembro Amarelo 2019 em Jaraguá do Sul
 
Atividades Gerais - durante todo o mês:
Distribuição de materiais para decoração das unidades de saúde para o Setembro Amarelo;
 
Ações a serem desenvolvidas nas Unidades de Saúde do município:
- Sala de Espera abordando a temática;
- Mural com informações;
- Abordagem da temática nos atendimentos, inclusive nas visitas domiciliares;
- Roda de conversa nos grupos existentes das Unidade de Saúde.
 
Atividades pontuais:
14/9, das 9 às 13 horas - Evento na Praça em frente ao Terminal Urbano, além de panfletagem na Getúlio Vargas;
14, 21 e 28/9 – Divulgação e orientação nos principais supermercados da cidade, entre 08h30 e 12h30
27/9, das 8 às 17 horas, na Católica -  Capacitação “Prevenção ao Suicídio – da teoria à prática”, em horário a ser confirmado. São 100 vagas para profissionais de saúde do Estado Santa Catarina. O objetivo é formar multiplicadores para a aplicação da dinâmica da “Árvore da Vida”, utilizada pelo Grupo de Prevenção ao Suicídio do município de Jaraguá do Sul. Destinada para profissionais da saúde de Santa Catarina.
COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!
Previsão do tempo em Jaraguá do Sul